8 perguntas mudança profissional

Se estás insatisfeito com a tua profissão atual e pensas numa mudança profissional então é importante ganhares clareza e para isso podes responder às perguntas que te trago hoje para fazeres uma reflexão mais profunda.

A mudança profissional pode ser uma decisão difícil e complexa pois estamos a falar de decisões que impactam a nossa vida como um todo bem como as expectativas que temos em relação ao nosso futuro. Quanto mais clareza tivermos mais fácil será concretizá-la.

Momento ideal

O momento ideal para pensar numa mudança profissional é sempre que surge uma insatisfação que decorre de fatores como:

  • Falta de alinhamento de valores pessoais com a cultura organizacional
  • Falta de um propósito maior para desempenhar a atividade
  • Os interesses pessoais não estão a ser explorados na profissão atual
  • Há um desequilíbrio entre aquilo que a pessoa dá e o que recebe (salário, reconhecimento)
  • As tarefas desempenhadas causam stress, frustração e drenam a energia
  • O ambiente com colegas e chefias não é bom
  • Há um sentimento de falta de desafio que faz com que a pessoa se sinta estagnada
  • Ter uma paixão por outra área profissional
  • Sentir que há mais potencial que não está a ser explorado/manifestado

Se te identificaste com alguns dos pontos acima é altura de responderes a alguma perguntas antes de iniciares o teu processo de mudança profissional:

Pergunta 1: O que te deixa insatisfeito na tua vida profissional actual?

A resposta a esta pergunta é a base para todo o processo que se segue, vai ser como um guia para nortear as decisões seguintes. Podes chegar à conclusão de que pretendes mudar de profissão ou mudar de ambiente profissional. Tudo depende. Se o motivo da tua insatisfação tem a ver com as relações, com a cultura organizacional ou com os procedimentos internos da empresa a solução pode ser manter a tua profissão e mudar de organização. Por outro lado, se a resposta a esta questão é a falta de um propósito maior, o facto de a profissão não abranger os teus maiores interesses, a necessidade de paixão, ou os teus talentos não estão a ser explorados então a solução poderá passar por mudar de profissão.

Pergunta 2: O que te deixaria realizado na tua vida profissional?

Como seria a tua vida profissional ideal? Que ingredientes são importantes para estares a viver a tua vida profissional de acordo com aquilo que mais valorizas?

A reflexão que decorre das respostas a estas perguntas leva-nos a ter clareza sobre aquilo que pretendemos na nossa mudança profissional. A pergunta anterior ajudou-nos a perceber o que não queremos, mas o que verdadeiramente nos apoia a construir uma realidade diferente é identificar o que queremos, onde queremos chegar. É o ponto de partida para que depois possamos identificar as profissões e ambientes profissionais que estariam alinhados connosco, com a pessoa que somos, com aquilo que valorizamos, com os nossos interesses, talentos e com aquilo que acreditamos que é um propósito maior nos nossos trabalhos.

Pergunta 3: Que tipo de profissões estão alinhadas com a minha vida profissional ideal?

Às vezes, quando estamos insatisfeitos numa determinada profissão sentimo-nos impotentes porque não conseguimos identificar alternativas. Acreditamos que ainda que insatisfeitos a única hipótese que temos é aguentar. Isso pode ter consequências graves não só na nossa qualidade de vida como também na nossa saúde. A resposta a esta pergunta apoia-nos a perceber que outras possibilidades temos de acordo com aquilo que nós valorizamos e assim colocar a hipótese de uma mudança profissional.

Escolher uma profissão alinhada com aquilo que valorizamos ajuda-nos a criar uma vida equilibrada. Se valorizamos independência e uma das nossas características é a disciplina e a persistência talvez o ideal seja um trabalho por conta própria. Se valorizamos a estabilidade e um horário de trabalho das 8 às 18 talvez o ideal seja um trabalho por conta de outrem.

Será que somos uma pessoa que gosta de trabalhar em equipa ou que privilegia o trabalho individual? Que profissões estão alinhadas com essa preferência?

Será que somos uma pessoa que valoriza o trabalho criativo ou rotineiro? Que tipo de profissões estão de acordo com essa preferência?

Será que somos uma pessoa que gosta do contacto com o público ou que prefere um trabalho de BackOffice?

Pergunta 4: Para que área quero mudar?

Com a resposta à pergunta anterior reunimos condições para identificar a área profissional que está mais alinhada connosco.

De acordo com os nossos interesses, os nossos gostos e vontades qual a profissão que mais alinhada estará connosco? Para chegar a esta resposta podemos responde a várias questões para cada uma das profissões identificadas:

                Quais são as tarefas desempenhadas nesta profissão?

                Como é o dia a dia de um profissional desta área?

                O que mais me atrai nesta profissão?

                Que tarefas eu gostaria de desempenhar nesta profissão?

                Que tarefas me parecem menos interessantes?

                Quão disposto estou a fazer tarefas que são menos interessantes?

                Como me vejo daqui a 10 anos a desempenhar estar profissão?

                O que me leva a acreditar que seria feliz a desempenhar este trabalho?

                Que implicações teria na minha vida pessoal?

                Qual o propósito pelo qual desempenharia esta atividade?

                Quais os valores que estão mais alinhados comigo no desempenho desta profissão?

                Que interesses pessoais tenho que estariam incluídos nesta profissão?

A resposta a estas perguntas vai ajudar-nos a ganhar discernimento para escolher uma atividade de acordo com a nossa individualidade e tornar a nossa mudança profissional algo que efectivamente traga a tão ambicionada realização.

Pergunta 5: Que habilidades de conhecimentos tenho para desempenhar esta profissão?

Esta pergunta ajuda-nos a ganhar confiança na mudança profissional pois quando mudamos de alguma forma vamos sair da nossa zona de conforto, o que significa que vão existir algumas coisas novas que vamos precisar de aprender e desenvolver, mas nunca estamos a partir do zero. Já temos uma experiência de vida a ter em conta, já há conhecimento e habilidades que nos vão ajudar a ter um bom desempenho naquela profissão em particular. Então é fundamental identificarmos aquilo que já temos e que nos vai ajudar a desempenhar esta nova atividade profissional.

Pergunta 6: Que habilidades e conhecimentos preciso de desenvolver/ adquirir?

Já temos uma bagagem, mas uma mudança profissional é uma proposta de evolução/ desenvolvimento enquanto pessoas e profissionais. Se queremos vingar na nossa nova profissão vamos precisar de estar disponíveis para aprender coisas novas, para fazer coisas diferentes que nos vão levar a desenvolver competências. Identificar as habilidades e os conhecimentos importantes para a nova profissão é a base para podermos construir um plano de ação estratégico como estrutura para a nossa atividade profissional. É a partir daí que podemos identificar como desenvolver novos comportamentos e onde vamos adquirir novo conhecimento.

Pergunta 7: O que me vai ajudar a estar preparado para lidar com a mudança?

Como humanos somos naturalmente resistentes à mudança, podem surgir dúvidas, pode ser difícil lidar com algumas frustrações pois nem sempre os resultados surgem à velocidade desejada. Então é crucial identificarmos os recursos, as ferramentas a usar para criar uma segurança desde o nosso interior. Podemos, por exemplo escrever sobre o nosso plano estratégico, ou escrever sobre as nossas emoções, ou ter uma lista de afirmações positivas, ou fazer exercício físico, ou ter connosco as perguntas que nos vão apoiar a encontrar as melhores decisões. São apenas alguns exemplos de uma infinidades de ferramentas que podemos escolher implementar no nosso dia a dia.

Pergunta 8: Quem são as pessoas com quem vou falar sobre este assunto?

Às vezes as pessoas fazem os seus processos de mudança profissional sozinhos o que os leva a viverem uma jornada solitária e mais desafiante. Criar uma rede de contactos de apoio é sem dúvida algo profundamente positivo. Nem sempre as pessoas que estão próximas percebem os motivos pelos quais a pessoa quer mudar, nem sempre estamos rodeados de pessoas que não se conformam e que trabalham para serem realizadas profissional e pessoalmente. Estas pessoas não são provavelmente aquelas que nos incentivam, provavelmente vão ser aquelas que nos dizem: “Deixa-te estar que estás bem”, “Aqui ao menos estás seguro, mudar para que?”, “Com esta idade? Estás tão bem no teu trabalho atual?”. Está tudo bem porque somos todos diferentes, depois de tomarmos consciência que é fundamental escolher as pessoas certas podemos então identificar quem são:

                Quem são aquelas pessoas que acredito que estão realizadas profissionalmente?

                Quem são aquelas pessoas que já fizeram mudanças profissionais?

                Quem são aquelas pessoas que já conquistaram aquilo que eu quero?

                Quem são as pessoas que têm objetivos profissionais semelhantes ao meu?

São este tipo de pessoas que nos vão dar apoio na nossa mudança. A reflexão a esta pergunta também nos ajuda a reestruturar a nossa rede de contactos, tornando-a mais forte e positiva.

Estas 8 perguntas vão certamente ajudar-te a ganhar clareza e segurança para iniciares o teu processo de mudança profissional de forma segura e estruturada.

Se queres fazer uma mudança profissional com apoio profissional podes saber mais sobre o meu trabalho aqui.

Curso gravado: Conhece e Vive a tua missão

 

Artigos Relacionados:

Importância do vision board na mudança profissional
Mudança profissional com confiança
8 princípios do alinhamento profissional
9 Riscos ignorados mudança profissional
4 crenças que limitam a tua evolução profissional
Identidade e crescimento profissional
Plano de ação 5w2h para mudança profissional
Acredita que é possível a tua mudança profissional
Como ser reconhecido no trabalho?
4 filmes sobre mudança profissional
Vazio profissional – 8 formas de eliminar
Modelo de negócio profissional
Pirâmide de Maslow na vida profissional
4 exemplos de persistência e sucesso profissional
5 perguntas para identificares as tuas qualidades

Mudança profissional com o modelo GROW

Leave a Comment

Contactar
Fale diretamente comigo
Olá.
Podemos ajudar?