mudança profissional

Queres mudar a tua realidade profissional e não sabes por onde começar?

Cada vez mais as pessoas querem fazer uma mudança profissional alinhada com aquilo que amam e gostam. Sinto que a nossa realidade, e a pandemia em particular, veio reforçar a vontade de mudar a situação profissional de muitas pessoas. As pessoas passaram a perceber com mais clareza que a sua situação profissional não contribui para o seu equilíbrio para a sua plenitude e realização o que acaba por interferir com as outras áreas da sua vida.

Tenho clientes que perceberam que transmitiam desequilíbrio e ansiedade aos filhos antes do recolhimento que o vírus nos pediu, porém a perceção que tinham antes é que os filhos não se despachavam ou não eram obedientes e atrasavam a ida para o trabalho e escola… Com o vírus e com o recolhimento em casa muitas pessoas perceberam que elas próprias estavam em stress em desequilíbrio o que era transmitido para as crianças e levava a que os dias iniciassem da forma mais desafiante. Quando o dia começa de forma desafiante muito provavelmente vamos vive-lo em desequilíbrio até ele terminar. A questão com os filhos é apenas um exemplo que nos permite perceber que o nosso estado de desequilíbrio afeta quem nos rodeia, os nossos filhos, os nossos companheiros, os nossos amigos, os nossos pais, os nossos colegas de trabalho e tudo acaba por ser um grande desafio. Na realidade a chave está em trabalhar o equilíbrio interno através de um lugar de poder, de um lugar de responsabilidade perante a realidade que vivemos.

Muitas pessoas com quem tenho conversado percebem que a mudança da realidade profissional é uma prioridade para que assim possam viver uma vida com sentido de realização e plenitude que extrapola o campo profissional pois quando trazemos equilíbrio e liderança às nossas vidas todas as áreas são afetadas com esta forma de estar perante a vida e a realidade do dia a dia.

As pessoas percebem que é importante mudar a sua realidade profissional quando sentem:

· Que têm mais para oferecer ao mundo

· Que dão o seu melhor e não são reconhecidas por isso

· Que se sentem em esforço constante

· Que estão ansiosas por viverem no fim de semana

· Que não disfrutam o seu dia de trabalho

· Que a segunda feira é um dia mau e a sexta é um dia feliz

· Que não ganham de acordo com o esforço que fazem

· Que não evoluem e não têm a possibilidade de aprender novas coisas através de formações ou partilhas

· Que não tem a possibilidade de ascender na carreira

· Que sentem um grande desconforto no local de trabalho

· Que os valores fundamentais pelos quais se regem são colocados em causa pela sua atividade profissional

· ……

Existem inúmeros fatores que nos transmitem que é fundamental trabalhar para mudar a realidade profissional.

Uma das coisas que eu defendo é a responsabilidade, não defendo que nos devemos despedir sem algo que possamos desenvolver, sem uma atividade que nos permita sustentabilidade. Então e de acordo com o meu percurso com falhas e sucesso que fui tendo ao longo da minha jornada percebi que há passos fundamentais para quem quer transformar a sua vida profissional de forma alinhada com a sua missão, com os seus valores com as convicções, habilidades e comportamentos.

1º É fundamental perceber que é importante mudar, muitas vezes estamos tão imbuídos num objetivo que antes fazia todo o sentido e agora deixou de fazer que não nos apercebemos que estamos a viver em contramão em conflito com os nossos objetivos de vida e com o que mais valorizamos o que causa um sentimento de frustração e desmotivação.

2º Perceber como chegamos ali, muitas vezes temos um trabalho só porque é socialmente bem-visto ou porque precisamos do valor para nos sustentarmos financeiramente (é válido mas não é suficiente). A meu ver uma das chaves que nos permite um posterior alinhamento é a destruição das mascaras que construímos para vivermos de uma determinada forma e termos a aprovação da sociedade. Muitas vezes mentimo-nos a nós próprios só porque é vantajoso ser socialmente aceite. Então observar: quais as muralhas que construímos? O que nos levou a construir determinadas muralhas?

3º Crenças que nos bloqueiam: que crenças desenvolvemos ao longo da nossa vida que não apoiam a nossa evolução? A desconstrução de crenças desfavoráveis e o trabalho em crenças fortalecedoras é fundamental para um caminho de crescimento e equilíbrio. Muitos de nós acreditamos que não merecemos o melhor? Que não merecemos trabalhar no que mais amamos…. Todos nós merecemos trabalhar no que mais amamos, quando fazemos o que mais gostamos vamos entregar um serviço melhor que foi desenvolvido com paixão. Muitos de nós acreditamos que não somos capazes, as capacidades são passiveis de ser desenvolvidas, ao longo das nossas vidas e tendo em conta a estrutura da sociedade em que crescemos temos tendência a estar na zona de conforto e a não desenvolver determinadas competências. Quantos de nós acreditamos que só conseguimos ganhar dinheiro com esforço? OU que as pessoas de sucesso não são certamente boas pessoas? Uma das chaves para passar para um novo patamar em alinhamento é ressignificar as crenças limitadoras que nos levaram até a uma realidade limitada.

4º Perceber exatamente qual é nossa escada de valores. Quais são os valores fundamentais pelos quais eu me rejo? Se um dos meus valores é liberdade eu sei que devo procurar uma atividade num formato mais livre em que eu possa definir o meu horário e os blocos de tempo em que eu pretendo desenvolver a minha atividade. Se uma das minhas prioridades é a natureza eu devo escolher uma atividade que não me prenda numa sala fechada o dia todo a absorver ar acondicionado. Se um dos meus valores é a família eu não devo escolher uma atividade que não me permita dedicar o tempo adequado à minha família. A nossa atividade profissional não deve contrariar os valores que nós mais apreciamos, quando escolhemos uma profissão cujos moldes não são congruentes com os nossos valores nós vamos viver com sentimentos contrativos.

5º Conhecer o legado, a missão pela qual nos faz sentido ser conhecidos na sociedade, quando o que fazemos é algo importante para a sociedade porém não nos preenche no sentido em que percebemos que podemos contribuir mais para a humanidade de outra forma, o nosso desempenho não vai ser tão eficiente e o nosso sentimento de realização e plenitude também não. Quantos de nós procuramos saber qual é a nossa missão de vida?

A grande chave está nestas 5 questões só a partir daqui nós conseguimos definir exatamente o que queremos fazer na nossa vida em alinhamento. O que eu fiz várias vezes foi: percebia que não estava satisfeita e mudava, não fazia todo este trabalho de ressignificar crenças, de perceber os valores que regem a minha vidam de saber qual é a minha missão de vida.

Eu hoje sei que a minha missão é influenciar a sociedade na escuta da essência através da minha determinação, honestidade e filosofia de melhoria continua de forma de empoderar as pessoas através de questões e novas perspetivas. Eu sinto que a minha missão está a ser desenvolvida em alinhamento no meu trabalho como coach em que apoio pessoas a sentirem-se plenas profissionalmente através de um caminho de empoderamento e encontro consigo próprias, sem com isso descurarem outras áreas da sua vida.

Se queres mudar a tua vida de forma radical e em alinhamento pede apoio de um profissional, ou podes fazer como eu ao longo de um tempo mudei e percebi que tinha de mudar novamente e depois novamente. A mudança vai sempre ocorrer, porém podemos passar para um novo patamar de crescimento numa mesma atividade e não estar constantemente a recomeçar do zero que era o que eu fazia até ter pedido apoio de um profissional que me ajudou reencontrar e recriar-me em alinhamento.

Eu ajudo pessoas que se sentem estagnadas a sentirem-se plenas e realizadas,
através de um encontro consigo próprias, sem descurar nenhuma área das suas
vidas. Podes saber mais sobre o meu trabalho agendando uma sessão de
planeamento gratuita aqui

Artigos Relacionados:

Como estar de volta ao trabalho em Plenitude e realização?… Pós férias!…

Como aumentares a coragem na tua vida? 

Leave a Comment

Contactar
Fale diretamente comigo
Olá.
Podemos ajudar?