Soluções práticas e simples para Lidar com a frustração

Quando queremos resultados diferentes na nossa vida, talvez concretizar sonhos ou determinados objetivos, podemos passar por momentos em que sentimos frustração.

A frustração pode ter várias causas. Tendemo-nos a sentir frustrados quando nos sentimos bloqueados, quando desenvolvemos um esforço para alcançar um determinado resultado mas não estamos a conseguir, exemplo:

  • Encontrar um trabalho alinhado com os meus valores
  • Empreender por conta própria e criar impacto e sustentabilidade financeira
  • Organizar os espaços
  • Ter uma comunicação positiva com a família
  • Aumentar o nível de vitalidade e energia do corpo
  • Atingir um determinado peso

A frustração tem uma mensagem animadora por muito que seja desafiante de perceber quando a estamos a sentir. Na realidade quando nos sentimos frustrados acreditamos que poderíamos estar a ter melhores desempenhos porém, por algum motivo, não estamos a conseguir. A frustração diz-nos que a solução para a situação pela qual estamos a passar está ao nosso alcance, mas que o que estamos a fazer poderá não ser a abordagem mais correta, precisamos então ajustar a nossa forma de atuação para que possamos chegar aos resultados que pretendemos.

Para que possamos ultrapassar este momento de frustração podemos implementar várias soluções práticas e simples:

  1. Compreender a mensagem animadora que a frustração nos está a transmitir. Ela quer nos dizer que somos capazes de fazer melhor mas que o caminho que temos trilhado poderá não ser o mais eficaz. Então podemos identificar:
    1.  O que estamos a fazer bem e como poderemos continuar a desenvolver as ações especificas que acreditamos estar a fazer bem;
    1. O que estamos a fazer menos bem e perceber como isso serviu para podemos evoluir a partir de agora;
    1. Outros caminhos poderão ser possíveis. Às vezes estamos tão limitados a uma única forma de fazer que não conseguimos perceber outras opções, porém elas existem sempre. Talvez uma técnica simples para podermos abrir caminhos a outras opções poderá ser responder a esta questão: “Se um amigo meu estivesse a passar por esta situação, que conselhos lhe daria?”
  2. Identificar outras pessoas que passaram pela concretizam dos objetivos a que nos propomos e perceber:
    1. O que elas fizeram para conseguir atingir o objetivo;
    1. Que erros cometeram e como podemos evitá-los;
    1. Depois de perceber ações práticas que essas pessoas implementaram para alcançar o que pretendiam, podemos avaliar com o que nos identificamos mais e com o que nos identificamos menos;
    1. Talvez possamos até conversar com essas pessoas e serão certamente uma ajuda preciosa para que mais facilmente possamos ultrapassar esta questão
  3. A Curiosidade de obter informação, aprender e desfrutar do caminho:
    1. Relembrar que mais do que sentir felicidade na concretização do objetivo é importante trazermos o entusiamo, a felicidade e o prazer para o dia a dia que escolhemos dar pequenos passos que nos fazem evoluir como pessoas e profissionais;
    1. Festejar cada pequena ação ou ajuste que implementamos a cada dia;
    1. Escolher obter nova informação através de vídeos, formações, livros ou outras formas de aprender e colocar em prática aquilo que está alinhado com o objetivo que pretendemos concretizar – lembrar que conhecimento sem ação não serve para nada.

Percebe que podes estar a sentir frustração, mas também podes estar a confundir com desapontamento. O desapontamento  quer nos transmitir uma mensagem de que estamos a esperar mais do que os resultados que temos, ou seja as nossas expectativas são demasiado elevadas perante os recursos que neste momento temos. Muitas vezes as nossas expectativas não são realistas. Neste caso específico é importante ajustar o objetivo ou os resultados que pretendemos atingir. Vejo muitas pessoas a quererem fazer mil e uma coisa, a sua lista  de afazeres no inicio do dia é interminável e isso promove a multitasking (fazer várias coisas ao mesmo tempo). O facto de não ser humanamente possível fazer tantas coisas como nos propomos leva-nos a um sentimento de insuficiência “eu não sou capaz” o que nos tira poder – então esta questão de nos assegurarmos que os objetivos a que nos propomos são possíveis é essencial.

Às vezes também precisamos de perceber que ultrapassarmos a frustração com ajuda pode ser muito diferenciador. Eu ajudo pessoas que se sentem estagnadas a sentirem-se plenas e realizadas através de um caminho de encontro consigo próprias sem descurar nenhuma das áreas da sua vida. Se sentires podes saber mais sobre o meu trabalho agendado uma sessão de planeamento gratuita.

Aqui

Leave a Comment

Contactar
Fale diretamente comigo
Olá.
Podemos ajudar?